Buscar: Em:
Motofair atinge objetivo e movimenta R$55,5 milhões em negócios
 

  
Fred Mancini  
27/04/2010

Vinte e duas mil pessoas visitaram durante quatro dias, a primeira edição da Motofair – Feira de Motos, Bikes, Peças e Acessórios, realizada no período de 22 a 25 de abril, no centro de exposições Expominas, em Belo Horizonte. O volume de negócios atingiu R$55,5 milhões, resultado que havia sido previsto pela empresa promotora da feira, a Minasplan.
A expressiva presença de público foi destacada por todos os expositores que se surpreenderam com o número de visitantes que passaram pelos 72 estandes montados na arena do Expominas. Atrações como apresentações acrobáticas e de Trial, organizados pela equipe Gas Gas, e shows do melhor rock produzido por jovens bandas mineiras, foram um espetáculo à parte com a intensa movimentação dos negócios.
“Trabalhamos com eventos há 23 anos e nos surpreendemos com a qualidade e quantidade de público e de expositores que estiveram presentes nesta primeira edição da Motofair. Recebemos nestes quatro dias de feira o que existe de mais importante no segmento nacional de duas rodas. A satisfação foi geral, principalmente porque a feira atraiu expositores de vários estados brasileiros”, avaliou Sérgio Falcão, diretor da Minasplan.
O sucesso da primeira edição provocou os organizadores a abrir, ainda no segundo dia da Motofair, reserva de espaços para a próxima feira de motos e bikes em Belo Horizonte que será realizada no período de 30 de março a 3 de abril de 2.011. “Iremos dobrar o espaço contratado”, informou Rômulo Filgueiras, comemorando números alcançados por sua empresa, a Motostreet, que atua no segmento de acessórios para motocicletas.
Sérgio Falcão revela que antes mesmo do final da feira seus assistentes já trabalhavam na captação de expositores para a segunda edição da feira. Os interessados em garantir a reserva de estandes podem fazê-la pelo telefone (31) 3371-3377 ou motofair@minasplan.com.br
 
IMPRESSÕES DOS EXPOSITORES
Alexandre Almeida (Honda – Regional Grande BH) - A Honda sai satisfeita com o resultado da Motofair que começou com o pé direito e tem tudo para se consolidar como uma das grandes feiras do nosso segmento como o Salão Duas Rodas que é realizado em São Paulo. A novidade daqui é que ao contrário do evento paulista, que tem o foco institucional, a Motofair trabalha este segmento também, mas dá significativa atenção para o varejo. Por esta razão tenho plena certeza que a tendência é de crescimento da feira de Minas Gerais.
Marcos Senna (Bradesco Financiamento – gerente geral BH) Criamos recentemente uma plataforma para cuidarmos apenas de motocicletas e não poderíamos deixar de participar da primeira edição da Motofair para marcar a nossa presença. Tivemos um resultado bastante positivo, principalmente porque conseguimos interagir com o nosso público alvo que são os revendedores. A Motofair é uma feira que veio para ficar. Tanto que montadoras que não participaram desta edição e que visitaram a feira para conhecê-la me garantiram que estarão aqui em 2.011, como a Kawasaki, por exemplo. Isto mostra a importância da Motofair.
Marcelo Buzzi (Pimenta/BB Seguros) Somos uma empresa paulista que atende o pós venda da marca Harley Davidson. Fizemos uma parceria com o BB Seguros de Autos e garantimos a nossa presença em Minas. Tivemos oportunidade de mostrar a nossa cara e de atrair novos clientes para a Harley. Apesar de sabermos que o mineiro, comercialmente, tem um comportamento arredio, saímos da feira com um volume positivo de bons negócios. Parabéns à Minasplan pela brilhante iniciativa. Tenho certeza de quem participou não se arrependeu. Quem deixou de participar, deverá fazê-lo no próximo ano.
Nelson Barreira (Ampla Motos/Motojap – revendedor Yamaha) A grande presença de público confirma o acerto da Motofair. Por isto a tendência da feira é de crescimento e atração de novas montadoras. Por conhecer o trabalho dos organizadores, a Minasplan, eu já esperava por este sucesso.
Rômulo Filgueiras (Motostreet) - De zero a 10 eu dou a nota máxima. Tanto é verdade que no próximo ano já decidi que iremos dobrar o nosso espaço. É uma feira que veio para ficar. Estou muito satisfeito.
Renato Barcelos/Cláudia de Melo (Global Bicicletas) - Participar da feira juntando motos e bicicletas foi uma grande sacada. Ampliamos a nossa carteira de novos clientes, principalmente porque conseguimos atrair os amantes das motocicletas, que decidiram voltar também a pedalar. A Motofair conseguiu reunir um público diversificado que foi muito bom para nosso negócio.
Rodrigo Celeghini (Gas Gas Motos Brasil – gerente de Marketing) - Na sua primeira edição a Motofair mostrou que é hoje, fora de SP, é a segunda maior feira do Brasil. Já reservamos nosso espaço para 2.011, principalmente porque ouvimos muitos empresários paulistas, participantes da feira, dizerem que se surpreenderam com o número de mineiros que gostam de motocicletas. Temos uma das maiores frotas de moto do Brasil e precisávamos de uma feira como esta.  
Ricardo Celeghini (Moto Ok) - Fizemos um investimento acreditando no processo e fomos bem sucedidos. Ficou acima da nossa expectativa. Este resultado veio comprovar que Minas Gerais tem condições de ter uma feira de qualidade, como a Motofair. Para nós, além dos negócios, ela serviu para a apresentação e fixação de nossa marca.
Sérgio Martins de Oliveira (Abraciclo – Gerente de Relacionamento) - A Motofair reuniu um excelente público e os expositores mais importantes do País, elementos fundamentais para o sucesso de uma feira. A Abraciclo tinha, por ser a primeira edição, uma determinada expectativa. O resultado final foi bem superior ao que esperávamos. A tendência da feira é de crescimento nas suas próximas edições.
Alexandre Salgado (Diafrag) - Nosso propósito ao participarmos da Motofair era a divulgação institucional, como uma ferramenta para reforçar a nossa imagem. Voltamos satisfeitos por termos interagido de forma positiva como nossos consumidores finais. O ponto alto da feira foi o excelente número de visitações nos seus quatro dias.
A Motofair teve o apoio institucional da ABRACICLO, ANFAMOTO, ABRAM, ABRADIBI, FENABRAVE-MG, SINCODIV-MG, SEST SENAT, CBM, FMC, Federação Mineira de Motoclubes e Governo do Estado de Minas Gerais.
 
Y. Sports/Assessoria de Imprensa


Deixe seu comentário sobre a notícia

Seu nome/apelido:
Seu comentário:
Digite o que você vê na imagem abaixo: *
   

 
Revista Dirt Action
Revista Bike Action