MOTO ACTION - MOTORCYCLE MAGAZINE
 Buscar: Em:
Yamalube R3 Cup com número recorde na prova final do Superbike Brasil
 

  Yamahlube R3 Cup
Credito: Felipe Cunha/Yamaha  
04/12/2018

Desde a largada, o que se viu foram ultrapassagens de tirar o fôlego com grande alternância pela liderança, levando o público ao delírio. Os protagonistas da corrida foram Guilherme Brito, que largou na pole, Bruno Cesar Borges, Felipe Macan, Humberto Turquinho e também Matheus Barbosa, que largou na terceira fila em 9º lugar.


Gui Brito fez uma ótima largada e se manteve na frente nas primeiras curvas, mas logo foi ultrapassado por Felipe Macan e Humberto Turquinho, ambos da categoria Stock. Os três seguiram disputando a liderança até que, ao fim da primeira volta, Turquinho assumiu a ponta e Matheus Barbosa, juntou-se ao grupo após uma incrível recuperação.


Apesar de constantes mudanças na liderança da corrida, quem mais ocupou o primeiro lugar foi Humberto Turquinho, de apenas 12 anos. Sofrendo constantes ataques, o jovem piloto da Equipe Yamaha demonstrou ter paciência e auto controle em pilotar sob pressão.


Tudo indicava que ele seria o grande vitorioso, mas o desfecho foi outro. Por conta de um erro de Gui Brito, que tirou Matheus de sua trajetória, Bruno Cesar Borges assumiu a segunda colocação e, usando toda sua experiência, aproveitou o vácuo de Turquinho para ultrapassá-lo praticamente na linha de chegada. A diferença foi tão pequena, que visualmente ficou difícil apontar o vencedor. A confirmação de sua vitória só veio com a checagem do tempo... apenas 3 milésimos!


Cruzaram em terceiro e quarto lugares respectivamente, os pilotos Matheus Barbosa e Guilherme Brito. A quinta colocação ficou com Lincoln Melo.


Com os resultados da 8ª etapa, o campeonato na categoria Pro da Yamalube R3 Cup ficou com Matheus Barbosa, seguido de Bruno Cesar Borges e Enzo Valentin em segundo e terceiro colocados. O quarto e quinto ficaram com Guilherme Brito e Lincoln Melo.


Na Categoria Stock, Kaká Fumaça foi o grande campeão da temporada. Rodrigo Gregório, o “Diguinho” ficou com o vice-campeonato, enquanto Felipe Nacan foi o terceiro, Turquinho o quarto, e Davi Gomide o quinto.



DOMINGO AZUL


A festa da Yamaha foi completa na última etapa da temporada 2018 do SuperBike Brasil. Além de um desfecho perfeito da Yamalube R3 Cup, que teve recorde de participantes com 40 motos no grid e por ter sido a categoria com mais disputas, Ton Kawakami se sagrou o grande Campeão na Categoria Supersport, disputada como motos de 600cc.


Competindo com uma Yamaha YZF R6, Ton não deu qualquer chance aos seus adversários. No ano de sua estreia na categoria, venceu 8 das 10 corridas que disputou.


Para se tornar campeão da temporada já na primeira bateria da etapa, Ton precisava cruzar a linha de chegada na frente de seu companheiro de equipe Fausto Gallay.


Comedido, Ton que já havia conquistado a pole, preferiu não se arriscar e na largada perdeu uma posição. Uma volta depois, mais seguro, o piloto da Yamaha Racing ultrapassou seu adversário no “S” do Senna e assumiu a ponta, se mantendo nela até a bandeirada.


Fausto Gallay, que largou com sua R6 em 4º lugar, mostrou garra e empenho. Contudo, a grande vantagem conquistada por Ton tornou impossível para o piloto argentino superá-lo. Mesmo assim, Gallay conquistou um honroso segundo lugar no pódio, seguido por Leo Tamburro, o terceiro colocado.


Feliz, Ton Kawakami comemorou com direito a bandeira e camiseta de campeão, em uma emocionante volta da vitória.


Na segunda bateria, já como campeão da Supersport em 2018, Ton largou na ponta, e desde o começo imprimiu um forte ritmo até cruzar novamente a linha de chegada em primeiro, com mais de 8 segundos sobre o segundo colocado, Matheus Barbosa.


Em mais uma bela atuação, Fausto Gallay conquistou a terceira colocação, tornando ainda “mais azul” o domingo vitorioso da Yamaha.


 

Fotos
Tom Kawakami  
Credito: Felipe Cunha/Yamaha  

Deixe seu comentário sobre a notícia

Seu nome/apelido:
Seu comentário:
Digite o que você vê na imagem abaixo: *